Semagri recebe verba estadual para aquisição de alimentos de produtores

4 fevereiro, 2021

Programa de Aquisição de Alimentos é um programa que beneficia produtores com a compra de parte de sua produção.

Durante a última semana a Prefeitura de Vilhena recebeu do governo do Estado R$ 80 mil através do Programa de Aquisição de Alimentos, do Governo Federal, para a Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri) realizar a compra de alimentos dos produtores rurais do município.

“Recebemos este recurso da Seagri, a Secretaria do Estado de Agricultura, e agora nós vamos adquirir de você, produtor. Você que já vende para o PAA federal ou tem o interesse em vender para nós, basta nos procurar e vamos fazer o cadastro para que a compra seja feita”, lembra Jair Dornelas.

O prefeito Eduardo Japonês agradeceu ao secretário de Estado de Agricultura, Evandro Padovani, pelo apoio ao setor produtivo de Vilhena.

“Conhecendo bem a zona rural, o Padovani tem sido aliado do campo no município. Agradecemos pela parceria e garantimos que todo e qualquer recurso será bem aplicado”, assegura japonês.

Nesta primeira etapa a Semagri realiza o cadastramento dos produtores. Para isso o produtor deve apresentar o DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf) e cópias do CPF e RG. Após isso, a documentação é encaminhada para a Seagri que fará a análise de cada caso.

Assim que os produtores forem classificados, de acordo com o produto que vendem, o valor será liberado e a secretaria pode realizar a compra direta.

“Os produtores trazem os alimentos aqui na Semagri, daí a nossa equipe técnica faz a pesagem e selecionamos os produtos. Então destinamos os alimentos para as entidades, como ONGs, Lar dos Idosos, APAE, entre outras”, destaca Micaela Bolsoni, secretária-adjunta da Semagri.

Jair lembra que este trabalho colabora de várias maneiras para o produtor, que tem garantia de escoamento de sua produção nestes tempos de pandemia, e para quem recebe os alimentos, que precisam de dieta balanceada com frutas, verduras e legumes.

“Muitos produtores rurais tiveram a venda prejudicada nesta época de pandemia e acabam não conseguindo vender tudo o que produzem. Com esse programa, prestamos uma ajuda importante aos produtores que teriam que descartar parte da produção.

E, claro, contribuímos para a boa alimentação de quem recebe os produtos gratuitamente, que são órgãos que realmente precisam destes alimentos”, conclui Jair.

Fonte: Semcom/Vilhena

Comentarios