Sede do Incra em Alagoas é invadida pelo MST

6 junho, 2024

Militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Maceió, Alagoas, nesta quarta-feira, 5 de junho.

Segundo nota do movimento, cerca de 300 pessoas participaram da ação, que também teve apoio da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e da Frente Nacional de Luta (FNL). Essa é a segunda invasão do ano no órgão. A primeira ocorreu em 29 de abril. Ambas as manifestações são contra a nomeação de Junior Rodrigues do Nascimento como superintendente do Incra.

Nascimento foi indicado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e assumiu o cargo em 25 de abril, substituindo Wilson César Lira dos Santos, primo de Lira, exonerado após pressão do MST. “O órgão continua sob domínio de grupos políticos contrários à reforma agrária e, por isso, as demandas referentes a essa pessoa permanecem paralisadas”, declarou o movimento em nota.

Os invasores argumentam que a indicação de um novo comando para o Incra, novamente recomendado por Lira, perpetua um suposto “bolsonarismo no poder”. Os manifestantes afirmam que, desde que Rodrigues assumiu, “nada foi feito no sentido de atender às demandas antigas no que diz respeito a assentamentos e acampamentos. Pelo contrário, são colocados entraves para qualquer avanço da reforma agrária no Estado”.

Por Jornal do Agro Online

Comentarios