Rondônia é o terceiro Estado do Norte a receber mais vacinas

3 abril, 2021

É a maior remessa de vacinas que o Ministério da Saúde já enviou a Rondônia e a todo o país, num só dia. Quase 9 milhões de doses. Chegou a ser agendada a chegada para o sábado, mas acabou se confirmando para a quinta.

São nada menos do que 51. 400 doses que chegarão ao aeroporto Jorge Teixeira, a grande maioria da Coronavac (46.400 doses) e uma parte menor, da Oxford/AstraZeneca (5.000 doses).

A tendência é que todo esse número significativo de vacinas seja utilizado apenas para aplicação da primeira dose, já que, com a expectativa de chegadas mais rápidas de novos lotes, todos os que a receberem, terão garantida também a segunda dose.

No caso da Coronavac, o prazo é de cerca de um mês e na Oxford, a segunda dose pode ser aplicada em até três meses. Não custa repetir a orientação da Secretaria da Saúde, para que os municípios se preparem e agilizem a vacinação da população, já que há casos de grande demora, mesmo com a vacina já tendo chegado há vários dias.

Até esta quinta, apenas cinco das 52 Prefeituras do Estado tinham aplicado 100 por cento das doses que receberam. Porto Velho, por exemplo, ainda estava no patamar de 78 por cento.

Prefeituras maiores, como as da Capital, Ji-Paraná, Cacoal, Vilhena e Ariquemes, entre outras, precisarão ampliar o número de locais de aplicação das vacinas e tornar o acesso a elas o mais simples possível, passando por cima de burocracias e empecilhos.

Todas as mais de 51 mil doses que chegaram, em cerca de 48 horas estarão disponibilizadas nas regionais, centros de distribuição do Estado e mutirões dos municípios podem ser feitos ainda neste final de semana.

Por Sérgio Pires

Comentarios