Regional do DER recupera maior rodovia não pavimentada da região central do estado

DER executando reconformação (patrolamento) da Linha 128

A 8ª Residência Regional do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER) está trabalhando na Linha 128, com quase 70 quilômetros de extensão.

A via interliga os distritos de Nova Colina (em Ji-Paraná) e Estrela de Rondônia (em Presidente Médici).

Estão sendo executados os serviços de elevação e alargamento da pista, limpeza lateral, instalação de bueiros com tubos metálicos e de concreto, além da reconformação (patrolamento) de toda a plataforma. De acordo com o engenheiro residente, Carlos Morais, o trabalho teve início em agosto e a previsão de término é para o fim deste mês de setembro.

“A Linha 128 é uma das principais vias de escoamento da produção agropecuária da região central de Rondônia, sua manutenção é prioritária devido ao grande fluxo de moradores, alunos e cargas”, explica Morais.

Trabalhando de forma integrada desde o início do ano, o DER em Ji-Paraná também conta com uma Usina de Asfalto CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), que vem executando a recuperação de toda a malha pavimentada sob responsabilidade do Governo de Rondônia na região central do Estado.

Além do suporte dado a outras regionais do DER que não possuem usina de asfalto. Atualmente, o trabalho está concentrado na RO-135, no trecho que liga o distrito de Nova Londrina à BR-429.

Ao todo, a 8ª RR do DER em Ji-Paraná tem sob sua responsabilidade a recuperação, manutenção e melhoria de cerca de 350 quilômetros de rodovias não pavimentadas e 90 quilômetros de vias pavimentadas, já tendo cumprido cerca de 90% do Planejamento de Trabalho para 2019.

A regional tem, sob determinação da governadoria, auxiliado em demandas externas urgentes, como na recuperação de ruas e avenidas do centro de Ji-Paraná em parceria com a Caerd e Prefeitura, bem como na manutenção do Parque Tecnológico Vandeci Rack, onde é realizada a cada ano a Feira de Agronegócios Rondônia Rural Show.

Por Luiz Augusto Rocha/Secom

Comentarios