Promotor constata até fezes de morcego em posto de saúde e instaura inquérito contra prefeito e secretário

Fiscalizações do MP foram feitas no postinho Nossa Senhora de Lourdes.

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Vilhena (Curadoria da Saúde), instaurou inquérito civil para fiscalizar a regularidade de profissionais.

Atendimentos, equipamentos, instalações e serviços da Unidade Básica de Saúde Nossa Senhora de Lourdes, localizada na linha 01, Vista Alegre, na zona rural de Vilhena.

Além de averiguar o cumprimento de carga horária/contrato por servidores e necessidade de adequação do atendimento, da estrutura, materiais e equipamentos com o objetivo de propiciar atendimento satisfatório, digno e eficaz à população local.

O inquérito foi instaurado pelo Promotor de Justiça Paulo Fernando Lermen e tem como investigados o prefeito de Vilhena, Eduardo Japonês; o secretário municipal de Saúde, Afonso Emerick Dutra a e a diretora da Unidade de Saúde Básica Nossa Senhora de Lourdes, Irani Alves Pessoa.

Em fiscalizações realizadas pela Promotoria de Vilhena na unidade, foram verificadas diversas irregularidades, a exemplo da inexistência de acessibilidade para atender pessoas portadoras de necessidades especiais.

Idosos com mobilidade reduzida; móveis em precárias condições de uso; cadeiras e macas com estofados danificados; falta de climatização e ventiladores nas salas, resíduos de sujeira de morcegos no interior da unidade.

Foi constatada ainda a necessidade de reforma geral do prédio da unidade, que contemple, principalmente, resolver o problema de pulverização de poeira contaminada com fezes de morcegos, vindas do forro.

Readequação do sistema elétrico incluindo a instalação de condicionadores de ar; construção de nova fossa séptica e sumidouro, melhorando a destinação final e tratamento adequado aos efluentes produzidos na unidade.

Revisão geral da cobertura, para eliminação de goteiras, colocação de calhas nos beirais e reforma do quadro de comando da bomba do poço semi artesiano.

Fonte: Assessoria/Folha do Sul

Comentarios