Greve dos agentes penitenciários segue forte em Rondônia

O objetivo do movimento é obrigar o governo do Estado a cumprir um acordo judicial e encaminhar para a Assembleia Legislativa o projeto de lei de realinhamento salarial da categoria.

A greve dos agentes penitenciários e agentes de segurança socioeducativos de Rondônia chega forte ao terceiro dia da paralisação iniciada na última terça-feira.

A direção do sindicato da categoria, o Singeperon, informou que a adesão ao movimento é intensa que a paralisação atinge todo o Estado.

O objetivo do movimento é obrigar o governo do Estado a cumprir um acordo judicial e encaminhar para a Assembleia Legislativa o projeto de lei de realinhamento salarial da categoria.

Por decisão do governador coronel Marcos Rocha (PSL), os presídios estaduais estão sob intervenção da Polícia Militar, outro foco de atrito com os agentes.

Fonte: Tudorondonia

Comentarios