Governo entra em “parafuso” e servidores marcam paralisação para quarta-feira

1 abril, 2024

O Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) que representa os cargos do chamado “carreirão”, que inclui universidades federais, áreas de saúde, etc. convocou os afiliados para uma mobilização na próxima quarta-feira (3).

Esse ‘Dia Nacional de Mobilização’, na avaliação do Fonasefe, visa defender a valorização dos servidores, marcar posição quanto à proposta de reajuste zero para 2024 e revogar o que chamam de ‘retrocesso’, que seriam decretos e ações administrativas que atingiram a categoria.

O governo esperneia, mas ainda assim acena com uma proposta para colocar na mesa de negociação. Uma correção linear aos servidores do Executivo federal. Isso significa que todos os servidores receberiam o mesmo valor de aumento.

O governo vê na proposta uma forma de beneficiar aqueles com remunerações mais baixas. Assim, por exemplo, se forem concedidos R$ 500 a mais no contracheque, para professores universitários, isso pode significar 2% de reajuste, enquanto que, para técnicos de educação, o valor pode chegar a 10% de correção.

Mas, até para isso, os problemas são enormes. O governo gasta demais, é perdulário, beneficia uma casta e agora está com enormes dificuldades de atender a grande massa. O pior é que as perspectivas não são nada boas. A tendência é só piorar.

Por: Jornal da Cidade

Comentarios