Governo de Rondônia proíbe diretores, professores e funcionários de escolas de merendar junto com alunos

O governo de Rondônia proibiu através do memorando circular do PNAE que restringe a alimentação escolar exclusivamente aos alunos matriculados nas Unidades Escolares da Rede Estadual.

Não devem participar da alimentação escolar: os diretores, professores e demais funcionários da unidade escolar.

Segundo dados da SEDUC todas as regionais foram notificadas sobre a proibição e o assunto está repercutindo nas redes sociais com críticas e defensores.

O internauta Augusto Branco escreveu na página do Face book do jornal O OBSERVARO que: Posso entender a redação da Lei, que é antiga e tem bom propósito, mas considero medida desnecessária.

Profissionais da Educação não ganham nenhuma fortuna, e a merenda escolar não é nenhum banquete. Negar a um professor um copo de suco com algumas bolachas no ambiente de trabalho é algo de que eu me envergonharia. Não é coisa de país pobre, mas de gente pobre – de espírito.

A professora Dôra Frazão, disse que não votei nesse governo, sou professora, da rede estadual, mas temos que saber por quem se rebelar, essa não é uma decisão recente, há muitos anos somos proibidos de comer a mesma merenda dos alunos.

 No entanto o MP, resolveu agir mais rigorosamente, sendo mais explícito ao ponto da Seduc afixar no refeitório esta ordem, somente agora que a notícia tomou essa proporção, mas faz muito tempo que somos privados disso, tem colegas que não tem tempo de ir em casa entre uma aula e outra e ficam sem almoço. Esse e o Brasil que vivemos e merecemos!

Fonte: Observador

Comentarios