Contratação de policiais civis e militares discutida na Comissão de Segurança Pública

Anderson Pereira reforçou a necessidade de contratação de mais policiais

A Comissão de Segurança Pública se reuniu na manhã desta terça-feira (27), no Plenarinho 1, sob a presidência do deputado Anderson Pereira (Pros) e com as presenças dos deputados Ismael Crispin (PSB), Aélcio da TV (PP), Jair Montes (PTC), Chiquinho da Emater (PSB), Eyder Brasil (PSL) e Cabo Jhony Paixão (PRB).

Em pauta, a discussão sobre a necessidade de contratação de policiais civis, para suprir a carência de efetivo, com as presenças do capitão Devison Bispo, representando a Secretaria de Estado de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) e a delegada Rosiley de Lima, representando a Delegacia Geral de Polícia Civil (DGPC).

Anderson Pereira reforçou a necessidade de contratação de mais policiais civis. “Também temos uma necessidade de saber qual o planejamento do Governo, para a realização de concurso, para a reestruturação da Polícia Civil. Fizeram um concurso recente, que não supriu minimamente a necessidade da Civil”.

Anderson citou como exemplo a situação do Departamento de Narcóticos (Denarc), que enfrenta dificuldades com o baixo efetivo.

“O Denarc tem apenas 40 policiais civis para cuidar de Rondônia inteira, numa região de fronteira e com a atuação do tráfico e de facções criminosas.

Há um esforço muito grande dos policiais, mas sem a devida estrutura, sem o efetivo suficiente, fica difícil de enfrentar o crime, parecendo uma terra sem lei”, disse.

Fonte: Assessoria/ALE

Comentarios