Adailton Fúria manifesta insatisfação com gestores da saúde

Parlamentar relata em plenário, sofrimento enfrentado por paciente nos hospitais regionais.

O deputado Adailton Fúria (PSD) fez uso da tribuna na sessão ordinária desta terça-feira (13), para manifestar sua indignação com as situações lamentáveis que os pacientes de Rondônia passam nos hospitais do Estado.

O parlamentar tornou público um áudio que recebeu de um paciente do hospital de regional de Cacoal lamentando que estava sem roupas.

“Não é só roupa que está faltando! Está faltando equipamentos, material para cirurgias, motivação para os funcionários do hospital de Cacoal, o EURO e ainda para o Hospital de Base”, indagou Fúria.

Como presidente da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa, Adailton encaminhou um requerimento convocando o Secretário de Saúde para comparecer na próxima reunião da comissão, dia 20, para dar maiores esclarecimentos.

“O Governo cancelou o contrato com a empresa terceirizada que estava realizando as cirurgias nos hospitais do Estado e as más línguas estão dizendo que os médicos do Hospital de Base estavam falando que dariam conta de fazer e que o secretário podia cancelar o contrato”, disse Fúria.

O parlamentar apontou ainda que recebeu informações, através de um vídeo, de pacientes que estão há mais de 30, 60 dias nos hospitais estaduais, esperando por uma cirurgia.

“Agora vou dizer uma coisa para vocês, imagina um de vocês esse tempo todo dentro de um hospital regional. Eu gostaria que colocasse o secretário de Saúde, que é meu amigo e muito competente, mas está deixando a desejar nessa parte, para passar 30 dias dentro de um hospital esperando, o chefe da Casa Civil, a boa vontade do Estado”, indagou.

Adailton afirmou, que caso os pacientes tivessem oportunidade de falar suas insatisfações diretamente para os deputados, nenhum parlamentar teria coragem de dizer que não tem responsabilidade com a realidade que eles enfrentam.

“São eles que pagam os nossos salários, que banca tudo isso.  Espero que o nosso Governador, puxe a orelha desses gestores. Falamos tanto de estradas, mas tem pessoas que estão precisando apenas de uma canetada para ter sua vida reestabelecida”, finalizou.

Texto: Laila Moraes-Decom-ALE/RO

Comentarios